APEA

Associação Portuguesa de Entusiastas de Aviação
Data/Hora: quarta set 19, 2018 11:03 pm

Hora +01:00 UTC+1




Criar Novo Tópico  Responder a este Tópico  [ 1 mensagem ] 
Autor Mensagem
 Assunto da Mensagem: DECO processa TAP e Easyjet
MensagemEnviado: terça jun 30, 2009 1:14 am 
Desligado
Avatar do Utilizador

Registado: sábado abr 16, 2005 5:26 pm
Mensagens: 1191
Localização: Leça do Balio
Citar:
DECO processa transportadoras aéreas

A DECO, Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor, apresentou em tribunal uma acção contra duas companhias aéreas, TAP e easyJet, pedindo que sejam condenadas a eliminar cláusulas abusivas das condições gerais dos seus contratos. É uma iniciativa feita em conjunto com as suas congéneres belga, Test-Achats, e francesa, Que Choisir.


Este processo surge após várias críticas feitas ao conteúdo das condições gerais apresentadas pelas transportadoras, sobretudo através da Comissão Europeia, de forma mais evidente em relatórios de 1997 e 2008. As três associações de defesa do consumidor entenderam processar as respectivas companhias nacionais – TAP, Brussels Airlines e Air France – e as low cost com maior volume de viagens nos seus territórios: Ryanair e easyJet, esta só no caso português.

Em causa estão diversas disposições que tornam o contrato desequilibrado e deixam o viajante numa situação delicada: desresponsabilização da transportadora; desrespeito pelo dever de informação; impossibilidade de cancelar a viagem ou de ser reembolsado em caso de cancelamento; recusa de transporte em certas circunstâncias; impossibilidade de ceder o bilhete a outrem, mesmo com o conhecimento da companhia aérea, etc.

Face à gravidade da situação, as transportadoras foram contactadas por aquelas associações de defesa do consumidor. Foram apontadas todas as situações consideradas abusivas e dado um prazo para procederem a alterações. As respostas mostraram-se insatisfatórias (a Air France nem se manifestou) e, de todas, apenas a Brussels Airlines acedeu fazer alterações, ainda que tímidas. Quanto a Portugal, a easyJet optou pelo silêncio e a TAP contestou por completo as críticas da DECO e apenas adiantou que pensa alterar as condições gerais, mas não para corresponder ao pedido da associação.

Perante este cenário, as associações entenderam que a única opção era o recurso aos tribunais, solicitando que sejam consideradas abusivas as cláusulas violadoras da lei e prejudiciais aos direitos dos consumidores. Em consequência, as transportadoras devem ser condenadas a eliminá-las dos contratos. Só desta forma ficarão defendidas as garantias de quem viaja de avião.>


15.05.2009
in http://www.deco.proteste.pt/direitos/de ... 564341.htm

_________________
Cristiano Oliveira
Sócio Nº 113
Imagem
http://www.jetphotos.net/showphotos.php?userid=10809


Topo
   
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar Novo Tópico  Responder a este Tópico  [ 1 mensagem ] 

Hora +01:00 UTC+1


Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 8 visitantes


Criar Tópicos: Proibido
Responder Tópicos: Proibido
Editar Mensagens: Proibido
Apagar Mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Pesquisar por:
Ir para:  
cron
Desenvolvido por phpBB® Forum Software © phpBB Limited
Traduzido por: phpBB Portugal