APEA

Associação Portuguesa de Entusiastas de Aviação
Data/Hora: sexta set 22, 2017 2:23 pm

Hora +01:00 UTC+1


Regras do Fórum





Criar Novo Tópico  Responder a este Tópico  [ 6 mensagens ] 
Autor Mensagem
 Assunto da Mensagem: Edição imagens com GIMP
MensagemEnviado: terça ago 31, 2010 9:44 pm 
Desligado
Avatar do Utilizador

Registado: segunda set 01, 2008 9:10 pm
Mensagens: 1396
Localização: Maia / VN Gaia
Olá a todos,

Muitos já devem conhecer o GIMP (GNU Image Manipulation Program - http://www.gimp.org/) mas se tentaram usar de certo que tiveram algumas dificuldades uma vez que utiliza termos e caminhos bastante diferentes dos que a maioria conhece do Photoshop (PS). Mesmo o GIMP Shop, criado para facilitar a troca, tem diferenças significativas.

Pois bem, a grande vantagem do GIMP é ser freeware, desde que não usado para fins comerciais. É também um programa muito leve, ou pouco exigente a nível de requisitos de máquina/sistema/memória o que o torna muito rápido, por exemplo, a abrir imagens. Apesar disso, as únicas limitações que noto estão centrada nos automatismos o que não impede a edição com qualidade. Pode assim ser muito útil e prático em várias circunstâncias. Tendo isto em conta, andava há algum tempo com ideia de fazer um pequeno guia para os principais passos do nosso habitual workflow e finalmente lá consegui.

O objectivo principal é mostrar como se executam os mesmos processos no GIMP que os habituais em PS, mas aproveito para incluir mais detalhe para quem tem menos experiência, já que ninguém nasce ensinado. De notar que este normalmente não é o meu workflow, pois costumo tratar as fotos de NEF (Raw) no Rawtherapee e só faço ajustes finais no GIMP, em formato TIFF.

Antes de passar à edição própriamente dita, uma nota prévia: o user interface do GIMP permite várias configurações. Eu costumo utilizar a versão predefinida em que a caixa das ferramentas, menu e imagem são 3 janelas distintas, mas para este efeito (de modo a esconder o fundo) optei por juntar o menu e imagem numa única janela. Isto para o caso é secundário, mas deixo a nota. O que é importante saber é que no que toca às várias ferramentas, se clicarmos uma vez seleccionamos e se clicarmos duas vezes abre as opções o que é prático e aos mesmo tempo importante para melhor sabermos o que estamos a fazer. Por outro lado, o botão direito do rato permite aceder rápidamente a boa parte das opções mais utilizadas do menu.

O JPEG original da foto que escolhi para utilizar foi esta, aqui numa versão sem cuidados com o resize:
Imagem

Começo então por endireitar o horizonte, inserindo uma grelha para apoio à correcção. Dei duplo-click na ferramenta de modo a abrir as opções, que podem ver do lado esquerdo do meio do ecrã para baixo. Acho que se explicam por si próprias.
Imagem

Para começar a rodar fazemos Crtl+r ou pressionado o botão esquerdo do rato arrastamos a imagem (muito prático) alinhando a grelha com uma referência como um poste ou um edifício:
Imagem

De seguida corto (crop). Ferramenta sombreada a vermelho, tal como nas etapas seguintes, para mais fácil identificação. Nas opções deve ser definido que se quer manter a proporção (aspect ratio) original, ou introduzir o que queremos (Exemplo: "16:9"). Clicamos onde queremos que, mais ou menos, seja um dos cantos e (mantendo o botão esquerdo do rato pressionado) arrastamos até ao canto oposto. Depois ajusta-se ao tamanho final arrastando os cantos:
Imagem

Agora ajusto os níveis (Menu: Colors\Levels). Quem não estiver familiarizado com histogramas, o objectivo é que pareça uma montanha, sem grandes espaços vazios dos lados ou, pior, a atingir os lados sem ser no fundo. Um espaço livre à direita significa que os brancos não está puros e o que se deve fazer é arrastar a seta que está por no canto inferior direito do histograma até atingir, ou quase, o ponto onde a curva começa. Se originalmente não tiver espaços, significa que os brancos estão estourados. O lado esquerdo diz respeito aos pretos. Regras cegas são de evitar, esta etapa depende muito da nossa avaliação do ponto em que devemos parar.

No entanto o que eu costumo fazer é definir os pontos preto e branco. Para isso selecciono o eye-dropper preto e procuro o ponto mais preto da imagem (no caso um dos pneus) e branco (tive de recorrer à faixa no topo do terminal mas normalmente encontra-se facilmente nos aviões brancos). O resultado pode não ser o ideal à primeira tentativa, mas é relativamente simples embora possa ser ainda mais simples diminuindo o número de cores da imagem. Já em dias cinzentos, uso mais o... cinzento, procurando um ponto neutro na imagem, normalmente pelas asas ou motores.
Imagem
A opção auto não costuma funcionar muito bem, mas uso num 1º passo para ver o que faria e pode identificar correcções que de outra forma escapariam.

Passando para as curvas (Menu: Colors\Curves) de modo a recriar um pouco os efeitos do shadows/highlights do PS, mas sem criar os halos a que essa ferramenta é tão propensa. Procuro estão obter uma curva em forma de um "S" invertido e achatado, de modo a não exagerar. Arrastando o fundo para cima, ilumino as sombras. Arrastando o topo para baixo, reduzo a exposição das zonas mais claras. Devem ser fixados alguns pontos (por click) de modo a ancorar a linha, como o que coloquei mesmo ao centro:
Imagem

Passo seguinte, eliminar eventuais marcas de pó. Para tornar a identificação mais simples, recorro ao Colors\Posterize para reduzir o número de cores. Os pontos agora deveriam ser evidentes e neste caso não existem:
Imagem

A correcção seria feita através da Clone tool, que pode ser usada para limpar outros objectos da imagem, embora não seja grande adepto disto. Neste caso vou eliminar o poste que se vê no primeiro plano. Começo então seleccionando a Clone Toll, faço Shift + Botão esquerdo na zona que quero copiar, vou para a zona e corrigir e botão esquero do rato. Isto de forma sucessiva, o que origina irregularidades na imagem:
Imagem

Para a tornar mais uniforme, recorro ao Heal tool, usando o método anterior, mas desta feita apenas uniformiza as zonas, em vez de substituição completa. A qualidade do resultado final depende do trabalho/paciência que se tiver. Existem outros métodos, mas que não sei usar correctamente especialmente quando existem linhas diagonais.
Imagem

Quase a terminar, aplico sharp. Faço isto neste ponto por ser o meu fluxo normal pois guardo sempre as imagens sem resize. Para exibir imagens a 1024pix (ou ou que seja) o sharp deve ser feito no final. Há muitas opinões sobre qual a melhor forma de fazer o sharp, mas adiante senão não saio deste ponto... Começo então por seleccionar as áreas que não quero dar sharp (por aumentar o ruído) com a ferramenta de selecção difusa. Selecciono o céu, pista, parte inferior da fuselagem e asas, etc. Depois, botão directo do rato e Select; Invert e de seguida novamente botão direito do rato, Select e Grow 1 pixel. Assim ficamos com a área a tratar e uma margem para evitar efeito escadas nos extremos.
Imagem

Menu: Filters\Enhance\Unsharp Mask e a definição mais habitual que uso é: Sharp raio 0,3: quantidade 0,3 (=30% no PS); intervalo 1. Colocar valor no intervalo/Threshold evita criar ruído em que a transição é muito pequena e que não se notaria de qualquer forma. Se necessário, fazer novamente, tendo sempre o cuidado de o fazer em pequenos incrementos e de não abusar pois a imagem acabará por parecer artificial.

Por fim o resize, Resize (Menu: Image\Scale Image) que se feito apenas num passo prejudica muito a qualidade. Veja-se as linhas diagonais do aparelho como ficam:
Imagem

Assim o que deve ser feito é reduzir progressivamente em 4 a 6 fases, usando na mesma o algoritmo Lanczos e o resultado melhora bastante:
Imagem

Aqui o ficheiro real, sem compressão do link acima:
Anexo:
12_JPG_GIMP_Scale5x.JPG
12_JPG_GIMP_Scale5x.JPG [ 529.13 KiB | Visto 3189 vezes ]

Exif: Prioridade à Abertura; Medição ponderação central; -1/3 compensação; f/9; 1/500"; Iso 100; 250mm

Ajuste de saturação não constumo fazer. Isto depende muito das definições que tivermos na máquina. Contraste também não costumo alterar, embora o ajuste dos níveis e curvas na prática o alterem. Os caminhos são fáceis, através do tab Colors do menu. Existem também outras opções nessa secção que podem experimentar sem dificuldade, a chave é não exagerar.

E pronto... Só falta algum entendido adaptar a moldura da APEA para abrir com o GIMP.

Caso algo não tenha ficado claro, por favor digam-me. Se estiverem interessados em aprofundar a questão do Sharp (com layers ou identificação dos limites) avisem que complemento. Também agradeço inputs de quem identifique melhores alternativas de edição.

Não posso terminar sem dizer que os resultados de Raw são muito melhores e que o tratamento de muitas fotografias (em circunstâncias iguais ou muito semelhantes) acaba por até ser mais rápido ao permitir ajustar automáticamente WB, exposição, etc, por cópia de um perfil, deixando apenas retoques para serem feitos "manualmente".

_________________
José Saraiva
Sócio Nr. 186
Imagem


Última edição por josesaraiva em quinta set 02, 2010 8:36 am, editado 5 vezes no total.

Topo
   
 Assunto da Mensagem: Re: Edição imagens com GIMP
MensagemEnviado: terça ago 31, 2010 10:31 pm 
Desligado
Site Admin
Avatar do Utilizador

Registado: segunda out 25, 2004 3:25 pm
Mensagens: 5405
Localização: Valongo / Porto
Saraiva, os meus sinceros parabéns por este post.
O meu agradecimento pelo trabalho envolvido.
Este post vai ser colocado como "anuncio", dado o seu elevado interesse.

Já agora vejam também este tópico

_________________
Alberto Oliveira
Sócio Nº 110
Imagem


Topo
   
 Assunto da Mensagem: Re: Edição imagens com GIMP
MensagemEnviado: terça ago 31, 2010 10:37 pm 
Desligado
Avatar do Utilizador

Registado: quinta dez 03, 2009 1:11 pm
Mensagens: 5146
Localização: Porto
Concordo inteiramente com o Alberto! :wink:

Há uns tempos pensei assim: "Como retirar este poste daqui?" :?
Anexo:
poste.jpg
poste.jpg [ 268 KiB | Visto 3173 vezes ]

Agora já tenho "solução"... :D

Entre outras coisas...
Quero agradecer ao José por este tutorial :wink:

Cumprimentos! :wink:

_________________
Carlos Miguel Seabra
Sócio Nr. 238


Canon EOS 6D
Canon EF 24-105mm f4/L USM * Canon EF 70-200mm f4/L USM * Canon EF 100-400mm f/4.5-5.6L IS USM * Canon EF 50mm f/1.8 STM * Canon EF 1.4x II Extender
JetPhotos gallery (2073) | Airliners gallery (799) | AirplanePictures gallery (315) | Instagram (559)

Imagem


Topo
   
 Assunto da Mensagem: Re: Edição imagens com GIMP
MensagemEnviado: terça ago 31, 2010 10:50 pm 
Desligado
Avatar do Utilizador

Registado: segunda set 01, 2008 9:10 pm
Mensagens: 1396
Localização: Maia / VN Gaia
De nada Alberto e Carlos! :wink:

Carlos Seabra Escreveu:
"Como retirar este poste daqui?" :?

Este é mais fácil: usas a ferramenta do topo esquerdo para seleccionar um rectângulo com a imagem a sobrepôr e arrastas para o lado. Experimenta, deve ficar algo tipo:
Anexo:
poste.jpg
poste.jpg [ 333.54 KiB | Visto 3169 vezes ]

Com linhas em perspectiva não "chapada" é que não funciona tão bem, mas na maioria dos casos se não se soubesse que algo foi tirado fora, nem se notava.
Esta tem é muito pó, mas acho que não é do teu sensor :mrgreen:

EDIT: Explicando melhor, 1) selecciona-se uma área equivalente, como exemplo abaixo; 2) Crtl+C; 3) Crtl+V; 4) Arrastar para a zona a esconder.
Imagem

_________________
José Saraiva
Sócio Nr. 186
Imagem


Topo
   
 Assunto da Mensagem: Re: Edição imagens com GIMP
MensagemEnviado: quarta set 01, 2010 10:39 am 
Desligado
Avatar do Utilizador

Registado: terça jan 07, 2003 1:28 am
Mensagens: 7327
Localização: Porto
Muito obrigado pelo tutorial. Verdadeiro serviço público de qualidade. Um dos meus maiores problemas é precisamente o resize, algo que no CS nunca saia satisfeito. Vou experimentar o GIMP para ver que tal me saio :D

_________________
Luis Gonçalves
Sócio Nr. 001
Imagem


Topo
   
 Assunto da Mensagem: Re: Edição imagens com GIMP
MensagemEnviado: quarta set 01, 2010 11:22 am 
Desligado
Avatar do Utilizador

Registado: sexta nov 21, 2008 12:58 pm
Mensagens: 1264
Localização: Viana do Castelo
Olá,

Sou utilizador do GIMP há uns bons 5 ou 6 anos, desde que legalizei os meus PCs e devo dizer que é um software muito bom. Uma bela alternativa ao Photoshop ou Paint Shop Pro. O único defeito que tenho a lhe apontar, mas isto é uma opinião com base em gostos/padrões pessoais é a máscara de unsharp. Acho-a medíocre relativamente à do Photoshop Elements.

Apesar disto, mantenho-me inseparável do GIMP. è gratuito, multi-plataforma, está sempre em desenvolvimento e tem uma comunidade global que ajuda quando há dificuldades nalgum trabalho.

Obrigado Saraiva por este tutorial. Muito bom!

Cumprimentos a todos,
LOMBA, Emmanuel.

_________________
Sócio Nr. 195

Apenas distingo dois tipos de aviões no céu: Airbus e os outros...
Imagem


Topo
   
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar Novo Tópico  Responder a este Tópico  [ 6 mensagens ] 

Hora +01:00 UTC+1


Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 3 visitantes


Criar Tópicos: Proibido
Responder Tópicos: Proibido
Editar Mensagens: Proibido
Apagar Mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Pesquisar por:
Ir para:  
cron
Desenvolvido por phpBB® Forum Software © phpBB Limited
Traduzido por: phpBB Portugal